O ressuscitado vive entre nós.

morte_ressurreicao

Calendário e seus feriados. Alguns comemoramos mais empolgados, pois tem grande importância para nós, outros nem tanto. Mas eu te pergunto, em certos feriados você sabe o que está comemorando?

Você conhece o feriado de Páscoa? Acredito que sim! Pois bem, estamos comemorando por esses dias, essa data. O que passa pela sua cabeça, sobre esta data? Coelhinhos e ovos de chocolate? Acertei, né? Mas não se sinta culpado por isso, é o normal pensar exatamente assim, quando “Páscoa” pisca diante nossos olhos. Mas, olha, nunca é tarde para descobrir a verdade sobre as coisas. Falaremos dela, a seguir.

Assim como o Natal, a Páscoa é comemorada com muita alegria, e marcada pela correria de comprar ovos de chocolate, caixa de bombons, assim como Natal é aquela correria para presente, enfeites, árvores.

Mas a Páscoa não tem tanto motivos para alegrar, talvez, eu diria, que é repleto de motivos para gratidão, arrependimentos, de puro amor, de verdadeiro amor, o amor que se doa.

No Natal, Jesus nasceu para ser o nosso Salvador, dar esperança para humanidade que estava perdida em pecado. Já na Páscoa, mais precisamente, Sexta-feira Santa, Sábado de Aleluia e Domingo da Ressurreição, é o período onde Jesus foi morto para nos salvar e criarmos novamente nossa aliança com Deus, através Dele.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Portanto, Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por meio dele.” João 3:16-17.

Talvez, você não acredite, no que eu escrevo aqui, por diversos motivos. Começando por suas crenças, por sua fé. Mas, de coração eu lhe digo, agradeça mesmo assim, você não vive com uma esperança em seu coração à toa. Ele, com seu infinito amor por todos nós, sem merecermos, se sacrificou por amor. Já viu algum dia em sua vida um ato de amor tão puro, tão verdadeiro? Não procure, pois não há. O sacrifício da cruz, nos deu nova vida. A chance de recomeçar, reviver. Nos deu a chance do perdão, de perdoar. De amar. Talvez por sua mente, comece a aparecer certas perguntas do tipo: “Mas o mundo sofre tantas dores, se nossas dores foram levadas naquela cruz…” Há uma resposta. Se por exemplo seu filho se negar a ser ajudado, não permitindo que ninguém chegue com ternura, perto de si, não pedir ajuda e só se sentir injustiçado, como poderá alguém ajudar essa pessoa? Nada é diferente, quando nos lembramos de Deus, se você não o chamar, apesar de ser um filho tão amado, Ele não poderá forçar a porta de seu coração, pois se sua vontade não é essa. Pense nisso.

“Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia.” Mateus 28:6.

Ele vive, vive entre nós. Nos protege do mal, nos dá forças nos momentos ruins da vida, e nos momentos de alegria é o primeiro a sorrir conosco. Viva a verdadeira Páscoa. Ame mais, respeite mais, perdoe mais. Jesus está a todo momento perto de nós, vamos ficar perto Dele também.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.” João 11:25.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s