Das páginas para as telas!

Fofuraaas!

A pessoa aqui passou uma semana sem postar, não por falta de post, mas por falta de tempo, e a pessoa que vos escreve é enrolada com as coisas. Mas essa semana quero postar, conforme a semana retrasada! Três posts na semana, quando conseguir! 😉 E claro, tendo assunto! Ah, mas estou sempre inventando! Hahahaha.

No post de hoje, aproveitando esse embalo do último post que foi sobre filmes antigos, quero compartilhar meu Top 3 de filmes que saíram das páginas dos livros, direto para as telas de cinema e conquistaram ainda mais nossos corações!

A Culpa É Das Estrelas.
Já está caindo uma lágrima aqui, calma. Quem nunca leu o livro ou viu esse filme? Que? Não? COMO ASSIM? Corre, agora para assistir e ler também! Eu li o livro numa viagem para a praia, e me conquistou quase de imediato. Como não se apaixonar por Augustus Waters? Como não querer ser a Hazel? Sendo por ela ser namorada do Gus (Augustus), por ter aquela personalidade única, ou por ser amiga do Isaac? Ah, o Isaac, nosso terceiro personagem amado dessa história. Não é uma história regada a felicidade, romances melosos, mas fala de amor de um jeito único, no meio de uma grande dor. Os personagens principais são portadores de câncer. Sabemos o quão difícil é passar por isso, ver alguém passar por isso. Essa é minha ideia do amor, um sentimento que cura, que preenche. Por mais que tudo passe e tenha tempo determinado, a sempre o amor, que marca, que fica.

“Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados.” Hazel Grace.

a-culpa-e-das-estrelas

Um Amor Para Recordar
Esse filme deve de estar no topo da lista de todas as pessoas que são altamente românticas e que acreditam nas mudanças para melhor das pessoas. É uma das histórias mais lindas que eu já vi, ainda não li o livro, AINDA! Mas se o filme é tão maravilhosamente lindo, imagine o livro com todos os detalhes que nunca vão para o filme… É dá para imaginar, muitos lenços para enxugar as lágrimas. Na história, Landon é um garoto perdido na vida, irresponsável, sem qualquer meta pro futuro, revoltado. Jamie é a filha do pastor, uma garota centrada, tem uma lista de desejos e o primeiro item da lista ela não conta para ninguém. Dois mundos completamente diferentes, mas que estavam destinados a se chocarem, e se complementarem. Jamie, mesmo tendo leucemia, fazia de tudo para levar uma vida normal, e ela tinha, mas algo faltava, um amor. É tão curioso ela do jeito que é, encontrar sem querer o amor em Landon. E ele aprendeu que o amor transforma, basta aceita-lo.

“A Jamie salvou a minha vida. Ela me ensinou tudo. Sobre a vida, a esperança, e a longa jornada a diante. Sempre sentirei sua falta. Mas o nosso amor é como o vento, não posso ver mas posso sentir.” Landon Carter.

um-amor-para-recordar

Diário De Uma Paixão
Levanta a mão quem não queria uma história de amor assim? Ok, ela tem desencontros e um quase não final feliz, mas mesmo assim a história é magnifica. Noah e Allie se apaixonaram na adolescência, nas férias de verão. Ela rica e ele pobre. Sim gente, eu amo histórias assim, pelo fato de dar ênfase que o amor não escolhe pelo que você tem e sim pelo o que você é. Durante as férias eles vivem um romance intenso, apaixonado. Mas a família de Allie não aceita Noah por sua condição social. Então, o casal se separa. Allie volta para cidade e Noah vai para guerra, na época da história havia começado a Segunda Guerra Mundial. Mas antes de ir, Noah havia escrito 365 cartas para sua amada, infelizmente nunca chegando as suas mãos, pois a mãe dela as escondeu, sendo assim Allie julgou que seu amado a havia esquecido. Passados alguns anos, Allie está noiva, mas tudo muda quando ela vê a foto de Noah em um jornal. Confusa com seus sentimentos, ela retorna para Seabrook e reencontra Noah. Diário de uma paixão mostra, que quando duas pessoas estão destinadas a ficarem juntas, o mundo pode dar mil piruetas que tudo no final se encaixa. E até o último momento da vida deles, o amor esteve ali tão forte como no primeiro instante que se viram.

“Eu acho que nosso amor é capaz de tudo.” Noah Calhoun.

diario-de-uma-paixao

Um post carregado de amores, de histórias que nos impulsionam a acreditar que sim, o amor pode ser algo bom, mesmo que a gente já tenha tido uns tropeços pelo caminho. Acredito que há sempre um propósito em tudo, há sempre o que aprender nas situações que a vida nos faz passar.

Se vocês nunca assistiram nenhum desses filmes, vai agora! Mas se já viram e não leram os livros, leia! Porque sempre tem algo que vai deixar tudo mais bonito do que nos filmes.

Um abraço quentinho e até mais! ;*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s